Pressão Alta na Gravidez pode ser Perigosa! Veja como evitar

A pressão alta na gravidez se caracteriza pelos números da pressão arterial acima de 140/90 mmHg. Normalmente, está relacionada à alimentação desequilibrada ou à malformação da placenta. Os fatores de risco são grávidas de primeira viagem, idade maior de 35 anos, peso acima do ideal e diabetes. A hipertensão na gravidez pode causar dores na nuca, inchaço no corpo, visão embaçada e dor na barriga.

É comum que a pressão arterial fique mais baixa na primeira metade da gravides. Ela volta ao normal depois da segunda metade até o parto, mas também pode subir ligeiramente nesse período. No entanto, se a pressão não manter um quadro normal, principalmente depois das 20 semanas de gestação, um obstetra deve ser consultado imediatamente.

A pressão alta costuma não apresentar nenhum sintoma. No entanto, em algumas situações, ela pode apresentar os seguintes sinais:

  • Pressão arterial superior a 14/9;
  • Dores fortes na barriga;
  • Dores de cabeça constantes, especialmente na nuca;
  • Visão embaçada e sensibilidade à luz;
  • Inchaço de algumas partes do corpo, como os braços e as pernas.

Como Baixar a Pressão Alta durante a Gravidez?

médico ouvindo o bebê na barriga da grávida

Em casos de pressão alta na gravidez, é importante repousar, beber bastante água e ter uma alimentação equilibrada, com redução no sal e nos alimentos industrializados. Praticar exercícios leves, como uma caminhada, hidroginástica ou uma sessão de yoga podem implicar na redução da pressão arterial. Evite beber mais do que uma xícara de café ao dia.

Diminuir o estresse também pode baixar a pressão alta na gravidez. O estresse aumenta a hipertensão. Por isso, procure relaxar com meditação e outras técnicas que trazem tranquilidade para a mente. Trabalhar menos durante a gestação também ajuda a diminuir o estresse no dia a dia.

Controlar a respiração pode aliviar a tensão. A respiração diafragmática acalma a mente e o corpo, o que pode acabar diminuindo a pressão arterial. Para fazê-la, siga os passos: deite confortavelmente de costas ou sente-se em uma cadeira. Se deitar, coloque um travesseiro embaixo dos joelhos, para mantê-los flexionados. Para sentir o movimento do diafragma, coloque as mãos no peito embaixo da caixa torácica. Inspire lentamente pelo nariz e sinta o abdômen subindo. Solte o ar pela boca lentamente, contanto até 5, enquanto contrai os músculos abdominais. Repita e mantenha a respiração regular e lenta.

Que Remédios posso Utilizar?

nomes de remédio para pressão alta na gravidez

Como qualquer medicamento, é preciso ter cuidado na prescrição de remédios durante a gravidez, pois eles podem acabar prejudicando a gestação ou até fazendo mal para o bebê. Se a grávida já era hipertensa, seu médico deve trocar a medicação para remédios liberados que não trarão problemas.

Os medicamentos que são normalmente prescritos para as grávidas hipertensas são o Metildopa ou a Hidralazina.

A Pressão Alta na Gravidez prejudica o Bebê?

médico aferindo a pressão de paciente

Os danos que a pressão alta na gravidez pode trazer são um aumento no risco de pré-eclâmpsia. Essa doença costuma aparecer a partir da vigésima semana de gestação. Quando não é tratada pode evoluir para eclâmpsia, uma doença grave que causa convulsões, coma e pode provocar a morte da mãe e do bebê.

Quando a mãe está em pré-eclâmpsia, não existem riscos para o bebê. No entanto, é muito importante que ela seja tratada, pois os riscos de perda da criança são altos. Nos casos em que não é possível baixar a pressão arterial, mesmo com remédios, o parto precisa ser induzido, para que se evite o risco de morte dos dois.

Alimentos para diminuir a Pressão Alta durante a Gestação:

fontes de potássio

Dê uma atenção especial aos grãos integrais. Eles são ricos em fibras, e elas podem diminuir a pressão alta. É recomendado o consumo de seis a oito porções de grãos integrais por dia. Um bom passo é trocar os grãos refinados pelos integrais, consumindo mais arroz, farinha, macarrão e pães integrais.

Adicionar alimentos que são ricos em potássio na sua dieta também podem ajudar a controlar a pressão alta. O consumo deve ser de 2000 mg a 4000 mg ao dia. Algumas fontes ricas em potássio são:

  • Salmão grelhado: é uma ótima fonte de potássio. Rico em ácidos graxos, ajuda a regular os níveis de colesterol no sangue, evitando também as doenças cardiovasculares;
  • Abacate: rica em vitaminas A e E, que atuam como antioxidantes no organismo. Contém beta sitosterol, uma substância anti-inflamatória que ajuda a diminuir os níveis de colesterol ruim no sangue. Cada 100 g da fruta contém 485 mg de potássio;
  • Espinafre cozido: 100 gramas contém 466 mg de potássio. É rico em ferro. Ajuda a prevenir alguns tipos de câncer e doenças oculares;
  • Batata assada: 100 gramas oferecem 391 mg de potássio. É uma ótima fonte de carboidratos. Contém vitaminas do complexo B e vitamina C;

Outras opções que são ricas em potássio são batata-doce, tomate, feijão, laranja, banana, ervilha, frutas secas e melão.

Fontes:

http://departamentos.cardiol.br/dha/revista/9-3/hipertensaogravidez.pdf

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0080-62342011000600002&script=sci_arttext&tlng=pt

http://sociedades.cardiol.br/socerj/revista/2003_01/a2003_v16_n01_art01.pdf

Deixe uma resposta