O que é Hipertensão Pulmonar? É grave? O que fazer?

A hipertensão pulmonar é uma doença rara, onde um conjunto de alterações do organismo dificultam a passagem de sangue pelas artérias e veias pulmonares. Dessa forma, pode sobrecarregar o coração, causando cansaço e desmaios. Casos graves de hipertensão pulmonar podem exigir internação e até um transplante de pulmão.

O sangue não consegue fluir da maneira correta pelos pulmões. Isso faz com que ele se acumule e acabe sobrecarregando o coração, que precisa fazer cada vez mais força para impulsionar a circulação sanguínea.

Dentre as causas da hipertensão pulmonar, estão:

  • Alguns distúrbios autoimunes que acabam prejudicando os pulmões, como a esclerodermia e a artrite reumatoide;
  • Cardiopatia congênita;
  • Coágulos de sangue no pulmão, como na embolia pulmonar;
  • Insuficiência cardíaca congestiva;
  • Doença da válvula cardíaca;
  • Níveis baixos de oxigênio no sangue de forma crônica;
  • Doenças pulmonares, como a DPOC (Doença pulmonar obstrutiva crônica) ou a fibrose pulmonar;
  • Apneia obstrutiva do sono.

Alguns fatores de risco podem contribuir para o surgimento da hipertensão pulmonar, como o uso de alguns remédios para emagrecer, algumas doenças hepáticas ou reumatológicas, a infecção pelo HIV e até características genéticas. No entanto, algumas pessoas podem desenvolver a doença sem ter nenhum fator de risco. Nesse caso, é chamada de hipertensão arterial pulmonar idiopática.

É uma doença que pode afetar todas as idades e ambos os sexos. Apesar disso, tem grande incidência entre mulheres jovens, com idade entre 20 e 40 anos. Dados também mostram que quase duas vezes mais mulheres apresentam a doença em comparação aos homens.

Quais são os Sintomas de Hipertensão Pulmonar?

sintomas de hipertensão pulmonar

Os pacientes normalmente relatam um cansaço progressivo que piora com o tempo como o principal sintoma. Falta de ar e desmaios também podem estar presentes no decorrer do tempo. Outros sintomas que podem se apresentar na hipertensão pulmonar são:

  • Inchaço nas pernas e nos tornozelos;
  • Fraqueza;
  • Cansaço;
  • Lábios e pele azulados;
  • Vertigem e desmaios;
  • Dor no peito, normalmente na região do tórax.

Como os sintomas são comuns de outras doenças, pode ser difícil fazer o diagnóstico da hipertensão pulmonar. Pode ser confundida com outras condições que também afetam o coração e os pulmões, como a doença cardíaca coronariana ou a asma. Por isso, alguns testes podem ser utilizados para ajudar no diagnóstico. Alguns deles são o teste de função pulmonar, eletrocardiogramas, exames de perfusão-ventilação, ecocardiogramas, exames de sangue, raio X torácico e até uma tomografia.

Qual o Tratamento mais Indicado?

hipertensão pulmonar tratamento

Como ainda não existe uma cura conhecida para a hipertensão pulmonar, o tratamento funciona com o objetivo de controlar os sintomas e prevenir futuros danos aos pulmões. Nos casos em que outros distúrbios médicos estão associados à doença, como a apneia obstrutiva do sono, algumas condições pulmonares e outros distúrbios de válvulas cardíacas, também devem ser tratados com eficiência.

Na maioria dos casos, o tratamento indicado é com uso de medicamentos. Além deles, alguns pacientes precisam fazer uso de anticoagulantes, para que o risco de coágulos nas veias das pernas e artérias pulmonares seja reduzido, o que acaba prevenindo também a trombose.

Mesmo que o tratamento medicamentoso seja eficaz na maioria dos quadros, pode ser que eles não funcionem. Em vista disso, é preciso um transplante de pulmão e até de coração em alguns casos.

Medicamentos mais usados em caso de Hipertensão Pulmonar

médico segurando pote de remédio para tratamento da hipertensão pulmonar

  • Bloqueadores de canal de cálcio: atuam como vasodilatadores, reduzem a frequência cardíaca e desaceleram a condução aurículo-ventricular. Os nomes encontrados nas farmácias são: Amlodipina, Felodipina, Isradipina, Lercanidipina, Manidipina, Nicardipina, Nifedipino, Nitrendipina, Nimodipina, Nisoldipina, Verapamilo e Diltiazem;
  • Anti-hipertensivos: reduzem a pressão arterial nos casos de hipertensão pulmonar. Exemplos são o Nitroprussiato, Captopril e Losartano;
  • Vasodilatadores: produzem dilatação nos vasos sanguíneos. No caso de hipertensão pulmonar, os indicados são Beraprost, Trepostinil e Iloprost.

Qual o Tempo de Vida em casos de Hipertensão Pulmonar Grave?

hipertensão pulmonar tempo de vida

A hipertensão pulmonar é uma doença silenciosa, e às vezes pode demorar até três anos para apresentar os primeiros sintomas clínicos. Ela atinge pessoas de todas as idades, e normalmente é confundida com outras condições, como a síndrome do pânico e a asma.

Em casos graves, o tempo de vida de um paciente com hipertensão pulmonar pode ser de menos de três anos. Por isso é tão importante o diagnóstico precoce. Na menor suspeita da doença, procure um médico o mais rápido possível.

Conheça mais sobre a hipertensão pulmonar no vídeo abaixo:

Fontes:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302004000300014

https://www.researchgate.net/profile/Jamil_Cade/publication/8595816_Guideline_for_diagnosis_evaluation_and_therapeutic_of_pulmonary_hypertension/links/56d4984608ae9e9dea65b53b/Guideline-for-diagnosis-evaluation-and-therapeutic-of-pulmonary-hypertension.pdf

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1806-37132009000200012&script=sci_arttext

Deixe uma resposta